quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Município terá Carta Arqueológica em 2013 - Oliveira de Azeméis

http://www.metronews.com.pt/2008/10/20/municipio-tera-carta-arqueologica-em-2013-oliveira-de-azemeis/

Por metronews em 20 de Outubro de 2008

A Carta Arqueológica do município de Oliveira de Azeméis ficará concluída em 2013 e terá o envolvimento de duas universidades e do Museu Nacional de Arqueologia, anunciou fonte da autarquia.
“Já demos os primeiros passos para o desenvolvimento da Carta Arqueológica, tendo sido realizados trabalhos de pesquisa e efectuados contactos com entidades para a elaboração de protocolos que nos permitam ter suporte técnico e teórico”, afirmou à Agência Lusa João Tavares, responsável pela área de arqueologia do município.
A colaboração da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, Departamento de Geociências da Universidade de Aveiro e do Museu Nacional de Arqueologia na elaboração da Carta Arqueológica será formalizado em acordos a assinar nos próximos três meses.
O primeiro foi asinado no sábado no âmbito do ciclo de conferências “Arqueologia, uma reflexão necessária”, da responsabilidade da Câmara de Oliveira de Azeméis.
O protocolo com a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra garantirá a consultoria científica e o apoio em trabalhos de campo de escavação de espólios antropológicos no concelho e respectivo estudo laboratorial.
No âmbito do protocolo a assinar com a Universidade de Aveiro é assegurado o aconselhamento, apoio técnico e execução de trabalhos de caracterização geofísica aplicada à arqueologia.
O último acordo, envolvendo o Museu Nacional de Arqueologia, salvaguarda a consultoria científica relativamente às boas práticas de conservação, restauro e embalagem dos materiais arqueológicos depositados em reserva, além do apoio à criação de programas pedagógicos e realização de exposições resultantes de trabalhos de campo.
O ciclo de conferências, que arrancou no sábado, envolve a realização de três sessões onde serão abordados “temas que preocupam a comunidade arqueológica”.
“Considerámos como temas principais de análise a organização da arqueologia ao nível do poder central, as competências dos municípios neste sector, o ensino e a formação, os critérios de acesso às carreiras, as perspectivas profissionais e a transmissão dos resultados das intervenções arqueológicas”, acrescentou João Tavares.
O ciclo de conferências tem o apoio da Associação Profissional de Arqueólogos e prossegue nos dias 15 de Novembro e 13 de Dezembro com os temas “Ensino e carreiras” e “Arqueologia, museus e espólios arqueológicos”.

1 comentário:

pom disse...

oliveira esta em alta caraitxo :D